×

Este website utiliza cookies. Ao utilizar este website, você está aceitando nossa Política de Privacidade.

A importância de contar com os acessórios adequados para realizar o teste LAL

16th February 2018

A importância de contar com os acessórios adequados para realizar o teste LALO teste LAL (Lisado de Amebócitos de Limulus) permite a determinação dos lipopolissacarídeos de origem bacteriana. As moléculas de lipopolissacarídeos que se encontram na parede celular externa das bactérias Gram-negativas, também chamadas de endotoxinas bacterianas, são liberadas quando ocorre a lise das bactérias. Estas substâncias têm uma grande toxicidade e são muito estáveis, de modo que possam causar danos ao entrar em contato com outros organismos vivos.

Os lipopolissacarídeos são moléculas complexas que, na hemolinfa do caranguejo Limulus Polyphemus, conhecido como caranguejo-ferradura ou caranguejo do Pacífico, causam uma série de reações em cascata que terminam na coagulação da hemolinfa como meio de defesa para que as endotoxinas não penetrem.

As bactérias Gram-negativas vivem na maioria dos ambientes que conhecemos, tanto no exterior como no interior dos organismos vivos, e podem atuar como agentes patogênicos ou não, quando estão vivos. Como o material utilizado para realizar o teste LAL também é susceptível de ser contaminado com bactérias Gram-negativas, é muito importante ter acessórios e reagentes específicos para o teste, o que evita a obtenção de resultados falsos positivos.

A Wako tem no mercado a linha de produtos PYROSTAR™ que consiste nos kits para a realização do ensaio para a determinação de lipopolissacarídeos, bem como todos os acessórios e materiais necessários para a realização do teste LAL. Entre os produtos PYROSTAR™ está a água livre de endotoxinas, recomendada para a reconstituição de reagentes liofilizados e em todas as etapas do teste em que é necessária alguma diluição com água. Também recomenda-se usar as ponteiras da pipeta e tubos da série BioClean, que oferecem a garantia de não estarem contaminados com bactérias.

Entre os reagentes incluídos na marca PYROSTAR™ estão a Solução extratora de endotoxinas e o Controle Padrão de Endotoxina, este último necessário para construir a curva de calibração quando se pretende realizar as determinações quantitativas de endotoxina através do teste de LAL. O equipamento que a Wako oferece para medir a formação do gel ou o desenvolvimento de cor nos tubos onde é realizado o teste LAL é o Toxinometer® ET-6000.

Além da possibilidade de obter resultados falsos positivos devido à contaminação do material de teste com endotoxinas, também pode ser o caso de que a presença de beta-glicanos altere o resultado desse teste. O efeito dessas interferências na determinação de endotoxinas bacterianas é eliminado nos testes da empresa Wako, porque todos eles contêm um derivado do curdlan em alta concentração. Esta substância evita que os beta-glicanos desencadeiem as reações que levam à formação da coagulina no teste LAL, que é o sinal analítico que permite o uso do lisado de amebócitos de Limulus na detecção de lipopolissacarídeos.

ALGUNS REAGENTES LAL DA MARCA PYROSTAR™

Teste de Limulus PS Wako PYROSTAR™ ES-F Único Teste Vial Limulus Color KY Series
Teste de Limulus PS Wako PYROSTAR™ ES-F Único Teste Vial Limulus Color KY Series

Lisa
Por: Lisa Komski Em: Kit LAL