×

Este website utiliza cookies. Ao utilizar este website, você está aceitando nossa Política de Privacidade.

O papel dos lipopolissacarídeos nas doenças autoimunes

20th September 2019

O papel dos lipopolissacarídeos nas doenças autoimunesOs lipopolissacarídeos (LPS), também conhecidos como endotoxinas, são um fosfolipídeo que forma a parede bacteriana externa das bactérias gram-negativas. Um componente do LPS, o lipídeo A, pode causar uma resposta de febre ou até choque séptico em humanos. Por esse motivo, os níveis de LPS em produtos farmacêuticos e dispositivos médicos devem ser rigorosamente monitorados pelo teste de lisado do Amebócito Límulus (LAL).

Embora os efeitos da exposição aguda ao LPS sejam bem documentados, dados recentes atestam que a exposição crônica a baixos níveis de LPS também pode ter consequências prejudiciais. Em particular, estudos sugerem que certos tipos de doenças e alergias autoimunes podem estar ligadas ao LPS.

As doenças autoimunes são causadas pelo sistema imunológico do corpo, que ataca seus próprios tecidos. As alergias são semelhantes às doenças autoimunes, exceto que, nesses casos, o sistema imunológico ataca um alérgeno inofensivo.

Certos estudos atestam que o LPS produzido pelo microbioma intestinal pode ter um papel importante na saúde e nas doenças humanas. Um estudo publicado na revista Cell indicou que o LPS do intestino poderia ajudar no desenvolvimento do sistema imunológico em crianças.

TAMBÉM PODE INTERESSAR-LHE:  Como evitar erros comuns com o teste LAL

Os pesquisadores analisaram amostras fecais de crianças finlandesas, russas e estonianas. Eles determinaram que as crianças russas tinham altos níveis de bactérias do gênero bifidobacterium, enquanto as crianças finlandesas e estonianas tinham altos níveis de bacteroides. Além disso, crianças finlandesas e estonianas apresentaram níveis mais altos de alergias alimentares e anticorpos à insulina, que poderiam ser os primeiros sinais de disfunção imunológica.

As cepas bacteroides produzem uma versão única do lipídeo A, que não estimula o sistema imunológico tão intensamente quanto a versão das bifidobacterium. Portanto, os autores concluíram que o LPS de Bifidobacterium poderia ser crítico para fornecer pistas em idade precoce do desenvolvimento de um sistema imunológico saudável.

O LPS bacteriano também pode ser prejudicial à saúde humana. Alguns estudos mostram que fatores estressantes como estresse psicológico e dieta não saudável podem enfraquecer a barreira intestinal. Isso permite que o LPS do microbioma intestinal se espalhe pela corrente sanguínea, o que resulta em inflamação crônica de baixo nível. Este processo tem sido associado a várias doenças crônicas, como depressão, autismo e diabetes tipo 2.

ARTIGO EM DESTAQUE: Envolvimento dos Lipopolissacarídeos no progresso da Nefropatia Diabética

Um exemplo interessante é o papel do LPS na síndrome metabólica. A síndrome metabólica é um conjunto de condições que geralmente ocorrem juntas, como alto nível de açúcar no sangue, hipertensão, colesterol alto e obesidade. Isso pode aumentar muito o risco de doenças graves, como cardiopatias, doenças hepáticas e diabetes tipo 2.

Níveis mais altos de LPS circulante foram associados a fatores de risco para síndrome metabólica, incluindo resistência à insulina e inflamação crônica. Um estudo determinou que pessoas com obesidade e diabetes tipo 2 apresentam altos níveis de LPS após uma refeição rica em gordura em comparação com controles de saúde. Da mesma forma, verificou-se que os pacientes com doença arterial coronariana ou insuficiência cardíaca crônica têm níveis mais altos de LPS e uma barreira intestinal deficiente.

Aparecem mais e mais estudos que vinculam nosso microbioma intestinal a várias doenças médicas. Este é um momento muito interessante para os estudos sobre LPS, quando começamos a entender com que intensidade nossos ecossistemas bacterianos afetam nossa saúde.

REAGENTES E ACESSÓRIOS LAL:

Teste de Limulus PS Wako Kit de 4 PYROSTAR™ ES-F (5,2 mL) com o Controle Padrão de Endotoxina (CPE) Toximaster QC7 software package
Teste de Limulus PS Wako Kit de 4 PYROSTAR™ ES-F (5,2 mL) com CPE Toximaster QC7 software package

Lisa
Por: Lisa Komski Em: Kit LAL